26.5.14

Évora, mundo

Passeio por Évora de saco às costas, à espera do transporte para Lisboa. Podia substituir Évora por mundo, e Lisboa por outro sítio qualquer. Nada mudaria: um homem, um saco, um caminho, uma solidão.

A mesma onde e como quer que esteja.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.