13.12.18

Imperfeições

Gosto de Palma como gosto de uma mulher bela e imperfeita; ou porque demasiado jovem (menos de trinta e cinco anos, digamos), ou demasiado chata (isto é, razoável, realista e de pés na terra), ou demasiado mole (deixar-me fazer tudo o que quero, por exemplo) ou porque, sei lá, simplesmente.

(Há milhares de maneiras de se ser imperfeito, eu sei. Não faz mal: a perfeição assusta-me muito mais.)

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.