8.7.19

Injustiças de base

"Porque o importante não é que descubras que a tua mãe é uma puta. O importante é que te dês conta de que essa puta não é a tua mãe." (A tradução é minha, o autor György Faludy e o livro Días Felices en el Infierno, como de costume.)

O livro é imperdível (o meu telefone propõe imperativo. Não está mal. Isto de lhe extirpar tudo o que tenha forma de AO90 ou brasileirismo abriu espaço bem empregado).

Para se perceber melhor a citação: mãe refere-se ao Partido Comunista Soviético. Puta é consequência do pacto Hitler - Staline. O diálogo é entre o autor (o livro é autobiográfico) e um amigo membro do Partido Comunista Húngaro desiludido com o pacto, com o partido e com o comunismo. Numa palavra: um órfão repentino.

Acho uma daquelas injustiças imperdoáveis só agora ter conhecido Faludy.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.