2.8.05

Escrever te; ou: O Papel da Pele

Não sabes quanto desejo escrever-te, descrever-te, à flor de pele, à flor do corpo, corpo a corpo, à flor do desejo, linha a linha.

Não sabes quanto quero escrever-te, nos, dedos no papel da pele, olhos no abecedário do desejo, letra a letra, milímetro a milímetro.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.