17.11.07

Brasil

Uma vez conheci um tipo cuja alcunha era "Brasil": tinha um quotidiano de merda, mas não parava de sonhar com futuros brilhantes - foi assim enquanto nos conhecemos, e sempre foram uns 50 anos.

Uma noite disse "desta vez é que é a boa", e morreu. Estava num hospital, e a enfermeira que o ouviu não percebeu a piada.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.