31.8.10

Tentativas

Tentei tudo, minha querida: Margaritas, whisky, cerveja, jazz; nada a fazer: enquanto tu me ocupares as sinapses como ocupas não conseguirei embebedar-me com o que quer, ou quem quer que seja.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.