3.7.11

Confissões

Tenho pouca experiência de mamas. Isto é, de mamas ao vivo, nas mãos. Mamas de revista tenho-as novas todas as semanas. Mas daquelas vivas, que se mexem nas mãos, não.

Também nunca pedi a uma mulher que dormisse comigo - excepto, claro, se tivesse a certeza de que ela ia dizer que não; e - sobretudo - perceber que lho estava a pedir por gentileza.

A timidez é assim, mas eu não me queixo. Mais vale ser tímido do que depravado. Ao menos nas revistas não magoo ninguém. Elas não me conhecem, sequer, Sabem lá quem eu sou!

A nossa época não gosta de solitários, nem de tímidos. Eu também não. Mas enfim, somos como somos, não como os tempos decidem que devemos ser.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.