3.10.14

Lisboa, embriaguês

"...
Pour n'être pas les esclaves martyrisés du Temps,
enivrez-vous;
enivrez-vous sans cesse!
De vin, de poésie ou de vertu, à votre guise
."

Isto dizia o tio Charles, que percebia do assunto. Eu sou um rapazinho obediente e embriago-me de Lisboa (se bem menos, agora. Sem a Rolex Voadora Lisboa mudou bastante).

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.