17.8.22

Civilização, caos e o pêndulo

Não consigo viver na Suíça - nem nas outras sociedades "civilizadas" -  porque me desapropriam do meu tempo; não consigo viver em Portugal porque me desapropria da ordem, isto é: da civilização. 

É entre estes dois pólos que o pêndulo oscila: o tempo e a ordem, o caos e a civilização, o eu e os outros.

Não há um lado melhor e outro pior. Os que hoje são bons amanhã serão maus e vice-versa. A única solução é sair do trajecto do pêndulo: o mar, o deserto, a montanha.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.