16.5.09

La Diferenza

Tenho, no que a bares diz respeito, a sorte, o privilégio, a honra de ser amigo do melhor barman do mundo (o Luís, da Casa do Largo, em Cascais) e irmão do melhor proprietário de bares do universo. É uma sorte, porque é o único irmão que tenho.

Este meu irmão chama-se Hernâni Miguel e conheci-o há vinte anos nos Açores: era, creio, agente de um grupo de música da Guiné-Bissau chamado Issabari, ou coisa que o valha.

Depois perdemo-nos de vista, reencontrámo-nos naquele que foi para mim, durante algum tempo, o único bar potável do "novo" Bairro Alto (o Targus, para quem perguntar), perdemo-nos outra vez de vista até que há dois ou três anos nos reencontrámos.

O Hernâni abriu, em sociedade com um senhor simpatiquíssimo chamado Miguel Ruah, um novo bar no Bairro Alto. Chama-se La Diferenza. O nome não é um vago desiderato estético: é um programa - e, com o Hernâni e o Miguel à frente, é um objectivo que vai, de certeza, ser atingido.

Para nós, para todos aqueles que gostam de bares e não gostam do Bairro Alto (por uma simples e, reconheço, contestável necessidade de coerência interna) La Diferenza vai, realmente, fazer uma diferença. Porque a noite não tem nada a ver com aquelas massas de imbecis alcoolizados, agarrados a copos de plástico nas ruas outrora secretas, herméticas, e agora vomitadas e graffitadas do Bairro Alto. Para mim, pessoalmente, também: afinal é bom vermos um irmão fazer aquilo que sabe, vírgula, outra vez, vírgula, finalmente.

O La Diferenza fica na Rua da Atalaia, nº 172. É pequeno, bonito, tem música ao vivo, está no princípio e é uma sorte.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.